• Catarina Weck Glashester

70ª edição da Regata Santos-Rio

Nas palavras de Lars Grael, a regata Santos Rio representa o que há de mais tradicional da vela oceânica no Brasil. Esse ano o evento comemora a marca de 70 edições chegando ao recorde de participantes com mais de 60 barcos inscritos.

A regata de quase 200 milhas náuticas abre o Circuito Rio e esse ano valerá para a Copa Brasil de Vela, que antes contava com classes olímpicas, da juventude e de monotipos convidados e esse ano terá a participação de barcos de vela oceânica.


O limite de tempo para realizar a regata é de 96 horas, ou 4 dias, e o barco detentor do recorde é o Camiranga, que em 2015, completou a regata em 18 horas e 9 minutos. No percurso a passagem por Ilhabela é livre, ou seja, os participantes podem escolher seguir por mar aberto ou passar por dentro do canal. Além disso, dentre as pequenas ilhas que se encontram ao longo do percurso temos o Arquipélago de Alcatrazes, que dá o nome à nossa marca.


A regata tem largada na Baía de Santos e a chegada é na Ilha da Laje, na entrada da Baía de Guanabara, deixando a laje por bombordo e a Comissão de Regatas por boreste. Com uma grande dedicação da ABVO para tornar essa edição histórica teremos o acompanhamento via satélite dos barcos, podendo assistir em tempo real o andamento da regata.


A largada é daqui a 3 dias, 23/10/2020 as12h e poderá ser acompanhada pelo Instagram da CBVela, que fará uma live à bordo do veleiro CBVela Rudá, um projeto da Confederação cuja tripulação consiste em grandes nomes da vela como Torben Grael, Henry Boening, Samuca Gonçalves, representante da CBVela no barco e atletas da Vela Jovem Sub 23. Proporcionando uma incrível troca de conhecimentos e experiências para os velejadores mais jovens!


4 visualizações0 comentário